Cereais do Alentejo
Cereais do Alentejo

Origem

100% nosso

Um projeto inédito juntou agricultores, industriais da moagem, investigadores e o Clube de Produtores Continente para voltar a fazer crescer trigo e triticale no Alentejo em quantidade suficiente para fornecer a padaria. Hoje todas as lojas Continente utilizam estes cereais para produzir pão. Mais fresco e mais próximo.

De onde vem

  • Alentejo

Produtores

1 produtor

  • ANPOC
    ANPOC

    Padaria..

    Alentejo

Produto autêntico

Produto autêntico

  • Semeia-se

    Semeia-se

    Entre 15 de novembro e 15 de dezembro

  • Colhe-se

    Colhe-se

    Entre 15 de junho e 15 de julho

O trigo mole é semeado no inverno, dependendo sempre das condições climatéricas e do solo. Só são semeadas as variedades previamente selecionadas.

Processo

Mais saboroso

Um produto sustentável

Um produto sustentável

Todo o processo de produção é certificado, do campo ao prato. Além de ter menos pesticidas, o cereal produzido no Alentejo por cinco organizações de produtores é armazenado durante muito pouco tempo, ao contrário do que sucede com cereais importados. Por isso, chega mais fresco à fábrica de moagem, onde é transformado em farinha. Os produtores que garantem a produção são o Agrupamento de Produtores de Cereais do Sul, a Cooperativa Agrícola de Beja e Brinches, a Cooperativa Agrícola de Beringel, a GlobAlqueva e a Procereais.

Cerca de 80% dos cereais do Alentejo produzidos no âmbito desta parceria de fileira é destinado às padarias das lojas Continente, que produzem diariamente o pão mais fresco, 100% feito com matéria-prima nacional.

  1. Selecionar e testar

    As variedades de trigo e triticale a semear são previamente estudadas e selecionadas pelos investigadores do INIAV – Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária e do Instituto Politécnico de Beja.

    As variedades são também testadas no Laboratório Acreditado da Germen- Moagem de Cereais, que transforma o cereal em farinha e avalia a qualidade e a consistência do produto.

    Esta parceria permitiu melhorar as variedades utilizadas pelos agricultores, resultando num pão com melhor conteúdo proteico.

  2. Semear e colher

    O trigo mole é semeado no inverno e quando chega a primavera está verde e com uma altura de cerca 50 centímetros. Em junho começa a amadurecer e a humidade de 12% é ideal para a colheita. Nesta fase, ganha a coloração dourada e seca: o grão já está formado.

    Quando atinge o ponto ideal, faz-se a debulha mecanizada. Depois de colhido, é encaminhado para postos de receção onde passa por um processo de triagem e armazenamento.

    São feitos lotes homogéneos, de acordo com a variedade, teor de proteína e de humidade e peso. À medida que passa por este processo de controlo é armazenado em silos.

  3. Do grão à farinha

    Todas as semanas, o cereal é transportado até à fábrica da Germen, em Matosinhos. É aqui que é transformado em farinha.

    Na fábrica, o cereal começa por ser limpo de todo o tipo de impurezas. Em seguida, passa por um processo de humidificação durante 24 horas, passo essencial para amolecer o grão e facilitar a extração da farinha.

    A moenda inicia-se com a primeira trituração do grão, a partir da qual o produto é encaminhado para diferentes máquinas. O objetivo é extrair a maior quantidade possível de farinha e com a granulometria mais adequada ao fabrico de pão.

  4. Da farinha ao pão

    Terminado o processo, obtêm-se dois produtos: farinha e sêmea de trigo, separados e aptos a serem utilizados como matéria prima. A farinha é utilizada no fabrico de pão e a sêmea destina-se à produção de alimentos compostos para animais.

    Só depois de validada pelo laboratório acreditado e pela padaria experimental é que a farinha é embalada e transportada até às lojas Continente, onde o pão é produzido diariamente.

Consumo

Sempre fresco

Das searas para as lojas Continente

Das searas para as lojas Continente

Desde que o cereal chega à fábrica até estar transformado em farinha e pronto a usar passam 72 horas. Na loja, o pão é um produto do dia. Fresco e saboroso.

Um pão especial, fruto do trabalho de uma vasta equipa

  1. Investigadores, produtores, moageiros e padeiros envolvidos na produção
  2. Matéria prima certificada desde a origem
  3. Pão 100% nacional
Como conservar

Como conservar

  • O pão é um produto do dia e deve ser conservado em local seco e fresco.

    O pão é um produto do dia e deve ser conservado em local seco e fresco.

  • Sabia que...

    Sabia que...

    Por ano são fornecidas às lojas Continente 4000 toneladas de trigo e 50 de triticale produzidos de forma integrada.

  • Sabia que...

    Sabia que...

    O triticale é um cereal que resulta do cruzamento entre trigo e centeio. Com esta farinha faz-se um pão mais escuro, com elevado teor de proteína bruta, aminoácidos e fibra.

Receitas

Para todos os gostos

Alimento universal

Alimento universal

Ponha as mãos na massa e use pão
como ingrediente dos seus pratos,
dos mais simples aos mais sofisticados.

Descubra receitas deliciosas

Descubra receitas deliciosas

chef.continente.pt

Visite o Chef Continente
Origem
Origem
Processo
Processo
Consumo
Consumo
Receitas
Receitas